fire   ❁   heart
April 6, 2017
filed under: Poetry

Escrevi o poema abaixo há quase um ano. Naquela época eu ainda sabia tão pouco—quase nada—sobre tudo que estava acontecendo comigo e na minha vida. Mas minhas palavras já refletiam as verdades do meu coração.

Eu morri.
E renasci Amor.

Meu coração então não era nem metade ainda do que é hoje.

“Você precisa continuar quebrando seu coração até que ele abra.” — Rumi

Estou viva e sou Amor. Meu coração nunca esteve tão inteiro e pleno. Obrigada por me despertar para a vida. Se hoje eu sei o que é amar e viver por amor e para amar, é por sua causa.

“O Coração Que Abril”


O coração partido que te viu
Novamente sentiu e sorriu
Cantou, dançou, se apaixonou
E tropeçou
Outra vez se partiu
Sucumbiu
Apanhou e caiu
Quebrou, estilhaçou
Costurou e remendou
Naquele mês de Abril
Quantos tombos que levou!
Em lágrimas se afogou
Nadou e nadou
Até aprender a levantar
E enfim saber amar
O coração de Abril
Sofreu e quase morreu
O coração que agora abriga
Amor e só amor
O coração que Abril me deu
Foi o coração que se abriu e floresceu
E agora é só teu




This entry was posted on Thursday, April 6th, 2017 at 9:58 pm and is filed under Poetry. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.